In view of a low liquidity today due to holiday in the United States, the stock markets negatively reacted to China’s economy figures released this morning. *

In view of a low liquidity today due to holiday in the United States, the stock markets negatively reacted to China’s economy figures released this morning. *

Edição 953

20/01/2014

Neste dia de baixa liquidez devido ao feriado nos Estados Unidos, mercados recebem com mau humor os dados sobre a economia chinesa divulgados nesta madrugada. O PIB da China no 4T13 (7,7%) veio perto do consenso (7,6%), mas abaixo do registrado no 3T13 (7,8%). A produção industrial desacelerou de 10% A/A em novembro para 9,7% em dezembro, enquanto as vendas do comércio saíram de 13,7% A/A para 13,6% no mesmo período. Os números mostram que o crescimento chinês se estabilizou, mas não permitem apostar que haverá uma retomada no 1T14.

Os mercados asiáticos registraram queda no dia de hoje – índice MSCI Asia Pacific registrou -0,3% – com destaque para a bolsa de Tókio, onde o índice Nikkei apurou perda de 0,59%. Preocupações com o crescimento da China empurraram os investidores a buscarem ativos na moeda japonesa, levando ao fortalecimento do iene contra o dólar americano. A moeda americana é cotada a 104,14 ienes, contra 104,44 ienes no final de sexta-feira. Na China, a bolsa de Xangai encerrou o dia com queda de 0,68%, enquanto em Hong Kong, bolsa local perdeu 0,88%.

Na Europa, o índice de ações pan-europeu opera com discreta queda nesta manhã (-0,08%). Em Londres, o índice FT100SE flutua ao redor da estabilidade, enquanto o CAC40 de Paris mostra variação de -0,07%, o DAX30 de Frankfurt perde 0,39%, no momento. O euro é negociado a US$ 1,3557, contra US$ 1,3546 observado na sexta-feira à tarde.

Os futuros das principais bolsas americanas, em sua sessão europeia, registram discretas quedas no momento, com S&P apurando -0,07% e o D&J -0,06%. O dólar recua frente às principais moedas, com o dólar index perdendo 0,16%, no momento.

A desaceleração da atividade industrial na China, segundo maior consumidor de petróleo do mundo, derrubou os preços do petróleo, levando a cotação do WTI para US$ 93,71/barril, com queda de 0,70%, nesta manhã. Demais commodities também operam em queda, com o índice CRB Metal apurando -0,19% e o CRB Food -0,72%.

Menor ritmo de crescimento da segunda maior economia do mundo e baixa liquidez devem impactar negativamente a Bovespa neste dia em que ocorre o exercício de opções. No mercado de câmbio, o enfraquecimento global do dólar, nesta manhã, pode colocar a cotação da moeda americana ligeiramente abaixo de R$ 2,35/US$. O IPC-Fipe referente à 2ª quadrissemana de Janeiro, que registrou alta de 0,83%, acima do consenso (0,75%), e possíveis ajustes para cima nas expectativas inflacionárias captadas pela pesquisa do Boletim Focus devem manter pressionadas as taxas mais curtas da curva de juros futuros.

Top